Buscar

Exclusivo: Tom Curren conversa com o Cutback


Curren em um tubaço para direita. Foto: Andy Potts

O Blog Cutback comemora um ano de existência no próximo mês de julho, mas as comemorações começam a partir de hoje. E para iniciar as festividades, realizamos a nossa primeira entrevista internacional. Graças a um bom trabalho realizado pela nossa equipe, conversamos com nada mais nada menos que Tom Curren, tri-campeão mundial e um dos maiores surfistas da história do esporte. Tom Curren é filho do lendário big rider Pat Curren (um dos desbravadores de Waymea Bay), foi o primeiro americano campeão mundial de surfe, tendo conquistado o primeiro de seus três títulos em 1985. Surfava desde garoto as ondas da praia de Rincon. Foi campeão mundial três vezes - 1985, 1986, 1990 e ganhou 33 eventos de campeonato em sua carreira profissional. O ex-surfista profissional alcançou o status quase mítico tanto para sua unidade competitiva quanto para seu estilo de surf suave e poderoso. Ele liderou a revolução do surf no início dos anos 80 e inspirou muitos surfistas. Ao Cutback, Curren contou em quais ondas do Brasil surfou, onde gostaria de surfar no país, sua experiência com seus modelos de prancha e mais. Confira!

O mestre do estilo em mais uma direita. Foto: Andy Potts

Cutback: Você já surfou em algumas ondas de Saquarema, no Brasil? Quais ondas do Brasil você surfou? | Which waves in Brazil have you surfed? Have you surfed any in Saquarema, in the state of Rio de Janeiro? Tom: Florianópolis, Fernando de Noronha, Rio, Recife, Santa Catarina, Porto Alegre, Bahia e São Paulo. Saquarema ainda não, mas também gostaria. | Florianópolis, Fernando de Noronha, Rio, Recife, Santa Catarina, Porto Alegre, Bahia e São Paulo. Saquarema not yet. Yes I would like too.

Cutback: Você foi um dos caras que abriu as portas para o surf no mundo. Você reconhece a sua importância? | You were one of the people who really opened doors for surfing. Do you recognize your importance for the sport? Tom: Eu fui o primeiro a ter as oportunidades pelas quais a geração anterior trabalhou duro. | I was the first to have the opportunities that the previous generation work hard for.

Cutback: O seu estilo, na minha opinião, é um dos mais bonitos do mundo. Você se inspirou em alguém para moldar o seu jeito de surfar? | In my opinion, your style is one of the most beautiful in the world. Did someone inspire the way you surf? Tom: Obrigado pelo elogio. No surf, uma das influências mais importantes para os surfistas regulares [perna esquerda na frente] para as pessoas da minha faixa etária é o Nat Young e muitos outros. | Thank you for the compliment. In surfing one of the most important influences for regular foot surfers for people in my age group is Nat Young and many others.

Se preparando para entubar. Foto: Buggs Vintage Surfboards

Cutback: Ter essa vivência toda no surf, nas competições e viagens ajudou nos projetos das pranchas feitas por você? | Has your extensive experience surfing, competing and traveling helped you in your surfing boards projects? Tom: A combinação de trabalhar com prancha e viajando é boa porque, por exemplo, no Havaí, as ondas são desafiadoras e se suas pranchas funcionam no seu “quintal de casa”, não significa que funcionará em todas as ondas. | The combination on working on board and travel is good because for example Hawaii the waves are challenging if your boards work at your home break it doesn’t men’s they work everywhere.

Cutback: Como está sendo a quarentena? Está tirando os dias para estudar, ficar com a família ou treinar? | How's quarantine going? Are you keeping busy studying, staying with your family, or training? Tom: Eu tenho tocado guitarra, fazendo apneia e ficando em casa seguro com a família. | I have been doing guitar, face apnea straining and staying safe home now with family.

Cuback: Deixa uma mensagem pra galera do surf. | Can you leave a message for surfing fans?

Tom: É muito inspirador ver o desempenho do Brasil no surf, ultrapassando os limites da performance a cada ano. O Brasil, como o nosso país, tem muitos desafios e o povo brasileiro é forte. Obrigado Brasil. | It’s very inspiring to see how well Brazil has done in surfing pushing the limits of performance each year. Brazil like our own country has a lot of challenges and Brazilian people are strong. Thanks Brazil.

©2019 by Blog Cutback. Proudly created with Wix.com