Buscar

Izabel Moraes: uma das melhores bodyboarders do Brasil

O bodyboard brasileiro é o melhor do mundo há anos. Neymara Carvalho, Glenda Kozlowski, Guilherme Tâmega... todos campeões mundiais. Na Região dos Lagos o talento transborda e uma das melhores surfistas de body do Brasil mora na cidade de Cabo Frio. Izabel Moraes se destaca na modalidade por um bom tempo, chegando a levar o extinto Circuito Bblagos com apenas 13 anos.

Bebel, como é conhecida, tem um repertório grande de manobras. Normalmente a galera começa ficando em pé em um bodyboard e vai para a pranchinha. No caso da Izabel foi ao contrário, ela iniciou em pé numa prancha de fibra e depois foi para o bodyboard. A jovem já coleciona conquistas ao longo da sua carreira.

A atleta contou um pouco ao Cutback das dificuldades que o bodyboard atravessa, as suas inspirações e muito mais. Confira!

Cutback: Com quantos anos você começou a surfar?

Izabel: Iniciei no surf aos 6 anos, porém não no bodyboard e sim de pranchinha.

Cutback: Quem a influenciou a começar no bodyboard?

Izabel: Com mais ou menos 12 anos comecei a surfar com amigos bodyboarders e me apaixonei, principalmente meu amigo Klaison, que me ensinou os movimentos.

Cutback: Quando você começou a competir?

Izabel: Minha primeira competição foi aos 13 anos, e minha primeira vitória também. O Circuito Bblagos em Arraial do Cabo.

Cutback: Qual a maior dificuldade nas competições de body?

Izabel: Dos anos 2000 pra cá, o bodyboard tem perdido espaço para o surf. A desvalorização é de longe a maior dificuldade. A brasileira Neymara Carvalho é penta campeã do mundo, mas poucos sabem.

Cutback: Em sua opinião, qual é a melhor onda da Região dos Lagos?

Izabel: De longe a Praia Brava, em Cabo Frio.

Cutback: Qual a sua inspiração no body?

Izabel: Minha maior inspiração no bodyboard é a atleta Isabela Souza, tetracampeã. Que hoje vive em Portugal. Ela quebra tudo e surfa muito melhor que muito marmanjo aí!

©2019 by Blog Cutback. Proudly created with Wix.com