Buscar

Mais que um esporte, um estilo de vida: surf salva os oceanos

A quantidade de plástico nos oceanos é alarmante. A cada ano, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 8 milhões de toneladas de resíduos plásticos são jogados nos mares, sem contar o micro lixo descartado de maneira irregular nas praias. E a situação pode piorar cada vez mais.

Surfistas ajudam na limpeza das praias. Foto: Divulgação

E o que o surf tem a ver com isso? Os praticantes do esporte desfrutam diretamente do convívio com a natureza, por isso, o papel de conscientizar a população e as futuras gerações é de extrema importância.

Para Alexandre Silva, surfista profissional de Cabo Frio, cada vez mais é possível ver lixo descartado de forma incorreta na praia e no mar. "Sempre que posso, recolho o lixo, mas ultimamente não estou dando conta. A quantidade de lixo aumentou", lamenta.

E ele tem razão. A Comsercaf, autarquia responsável pela coleta de lixo no município, recolhe cerca de 10 toneladas de lixo por dia nas praias cabofrienses. Na alta temporada, o número sobe para 25 toneladas. "Acredito que muitos que trabalham na praia não saibam a importância dela. Além de ser um ambiente de lazer natural, também o quanto é importante na economia local. O trabalho de conscientização é muito importante", lembra Alexandre.

Evento organizado por surfistas para a limpeza da Praia do Forte. Foto: Alexandre Silva

Atualmente, consta no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, ações a curto, médio e longo prazo para que haja uma gestão ainda mais eficiente dos resíduos em Cabo Frio. O plano está em fase de consulta pública, de acordo com a Prefeitura.

O ambientalista Rodrigo Vaz reforça a importância e obrigação dos surfistas ajudarem na limpeza das praias: "o ambiente é o local de diversão e, para alguns, de trabalho. É importantíssimo o surf interagir e cuidar do meio ambiente. Um depende do outro".

Colocar projetos de limpeza em prática é essencial na visão de Rodrigo. "No último evento que realizamos em uma pequena faixa de areia na altura da Vila Nova, retiramos mais de 10kg de carvão e de vidro. Esse processo de conscientização tem que estar inserido na vida dos surfistas", finalizou.

No Estado do Rio de Janeiro, quem for flagrado fazendo o descarte irregular de resíduos pode ser multado, com base na Lei Estadual 4171, de 30 de setembro de 2003. As multas podem variar de R$68 a R$10 mil, de acordo com a quantidade de lixo e o impacto ambiental promovido.

©2019 by Blog Cutback. Proudly created with Wix.com