Nova associação de skate é criada em Cabo Frio

Depois de algumas tentativas, Cabo Frio finalmente ganhou a sua associação de skate. A Associação de Amigos e Skatistas de Cabo Frio (AASCAF) nasceu no último dia 5 de maio e conta com uma galera da antiga e da nova geração. O munícipio da Região dos Lagos conta com uma das melhores skatparks do interior e do Rio e necessita de uma organização para o desenvolvimento do esporte.


A mesa diretora foi decidida em reunião e ficou definida com:

Presidente: Carlos Henrique Vieira de Melo

Vice Presidente: Bruno Dutra Nogueira Lima

1ª Secretária: Georgia Alves de Oliveira

2º Secratário: Alessandro Bello

1° Tesoureiro: André Luís de Moraes Souza

2º Tesoureiro: Hamilton Motta Vianna

Conselho Fiscal: Eduardo Dantas

Conselho Fiscal: Carlos Magno Reis

Conselho Fiscal: Matheus Sá Sppezapria Segundo o presidente, a AASCAF está em fase de formação. "Estamos em fase de formação. Não é a primeira vez que se tenta formar uma associação de skate em Cabo Frio. Já tentamos outras vezes, mas não é fácil. E mais uma vez estamos tentando. Já foi formada uma diretoria e agora estamos correndo atrás de legalizá-la com CNPJ no cartório", disse.


Kcal conta ainda que a ideia da formação da associação foi do pai de uma skatista da cidade. "Dessa vez foi ideia de um pai que se apaixonou pelo skate através de sua filha, que ele leva sempre para treinar lá no skatepark. Daí ele chamou algumas pessoas que já praticaram e outros da nova geração. E estamos aí na atividade tentando fazer isso acontecer", falou. Com a nova diretoria ficam as perguntas sobre as medidas que serão tomadas. De acordo com Kcal, a primeira ação será legalizar através do CNPJ. "Bem, primeiramente conseguirmos legalizar, porque só assim podemos começar efetivamente a correr atrás de melhorias pelo esporte através da associação. Podendo cobrar do poder público e buscar parcerias. Porque com uma associação as coisas ficam de certa forma, mais fáceis. Depois dela legalizada e com toda papelada em dia podemos ter uma voz ativa maior. Porque aqui em Cabo Frio as coisas não são fáceis para esportes radicais. Até mesmo o surf que Cabo frio tem um grande potencial e há anos atrás haviam campeonatos, etc... Hoje em dia está meio sem incentivo, tanto do poder público como também de lojistas que, muitas vezes ganham vendendo produtos dos esportes, mas na hora de ajudar não ajudam. São vários atletas bons em nossa cidade e região que não tem incentivo, apoio ou patrocínio. Dificultando muito na evolução e quando esses atletas querem viajar para competir", afirma.


A ideia, segundo Kcal, é ter associados com carteirinha e direito a voto. "Estamos bolando uma logo para a associação e temos a ideia de fazer carteirinha e mensalidade para associados. Lógico que um valor baixo, pois muitos que andam de skate ainda são crianças, adolescente e tal. E todos associados quando houver eleição terão direito ao voto e até a se candidatar". E a ideia é ter eleições em anos próximos. "Estamos decidindo se de três ou dois [anos]. A princípio pensamos em dois [anos] pra não ficar um período muito longo", respondeu.


Como toda associação, o poder público também tem que estar a par da situação. E a AASCAF busca a legalização, de acordo com a entidade, para ter a aproximação com a prefeitura. "Por enquanto não há contato com a prefeitura formalmente. Pois como falei, será somente depois que estivermos legalizada com tudo ok. Há contatos informais de pedido pra melhorar iluminação e reparos na pista. Porém isso está difícil de acontecer, até porque mudou o secretário recentemente", declarou.

Frontside Flip do Kcal. Foto: Vinicius Siqueira

E o que a cena do skate cabo-friense pode esperar da primeira gestão da AASCAF? Kcal respondeu: "O que eles podem esperar é que assim que conseguirmos formá-la realmente com tudo devidamente legalizado, como tem que ser, vamos fazer de tudo para o skateboard ter voz na cidade. Ter melhoria nas pistas, tentar fomentar o esporte com eventos e buscar parcerias de lojistas para que isso aconteça.


Eu andei de skate por anos e sei bem a dificuldade que é tudo. Principalmente para aqueles que querem tentar se profissionalizar no esporte. A galera que ama o esporte, praticando ou não o mesmo, podem ter certeza que estamos buscando o melhor. Eu já corri muito atrás de coisas pelo skate quando andava, corria atrás de prefeitura, rádio, etc... porém era sozinho.


Mas com uma associação as coisas são um pouco diferente e vamos lutar para que o skateboard cresça cada vez mais em nossa cidade. Hoje só não ando mais por causa de um problema crônico no meu ombro que para resolver só fazendo cirurgia. Mas nunca vou deixar de amar o skate! #ILoveSkateboard #AquiViveUmSkateboarder ❤️👊🏻 ".




.