Buscar

'Peró é uma das melhores ondas do mundo' - Trekinho fala com exclusividade


Treko em uma direita braba no Peró. Foto: Flávio Sardou

Um dos maiores surfistas do Brasil, e com um grande reconhecimento na gringa, o carioca Marcelo Trekinho tem uma conexão especial com uma das praias da Região dos Lagos: a Praia do Peró, em Cabo Frio. Em 2017, Trekinho esteve na cidade junto com os tops do WCT e pegou a melhor onda de um dos dias mais clássicos do local. Atualmente free surfer, Marcelo encontrou algumas das ondas mais iradas do planeta ao longo da sua carreira.

A Praia do Peró não deixa a desejar, atletas como Joel Parkinson, Kanoa Igarashi, o saudoso Léo Neves, Gabriel Medina e muitos outros já pegaram os tubos de lá.

Em entrevista exclusiva ao Blog Cutbak, Marcelo conta um pouco da sua experiência no Peró, de como poderia rolar uma etapa de nível mundial no local e sobre a preservação do lugar. Confira!

Uma rasgadas alucinante na direita. Foto: Flávio Sardou

Cutback: O que você mais gosta na Praia do Peró?

Trekinho: Cara, o que eu mais gosto na praia do Peró é quando tem swel de verdade... aquele swel, sudeste, vento sudoeste e aqueles tubos maravilhosos.

Cutback: Peró, em dia clássico, é melhor do que muita praia ma mundo?

Trekinho: Peró clássico é uma das melhores ondas do mundo garantido.

Cutback: Com toda a sua experiência no surf, você acha que daria pra ter uma etapa do brasileiro ou até mesmo do QS naquelas ondas?

Trekinho: Pra ter uma etapa de brasileiro ou qualquer etapa na praia do Peró, eu acho que tem que ter um período de espera durante a janela que da onda realmente. E ser chamado com dias de antecedência no dia do swel mesmo para galera ver aquele espetáculo. É difícil marcar uma data um mês antes e chegar no dia e estar flat.

Cutback: Qual foi melhor swell que você pegou lá?

Trekinho: O melhor swel que eu peguei lá foi aquele do campeonato de Saquarema... não, aliás, peguei um muito bom também durante a clínica de surf que eu fiz em Saquarema também com a Travel S/A, eu fiquei uma semana em Saquarema com 10 cabeças levando ali na região e deu altas ondas, a gente pegou um Peró clássico, muito clássico, muito bom mesmo. Já peguei dois muito clássicos na minha vida, o do campeonato WCT e esse quando eu passei uma semaninha lá no inverno passado.

Foto: Flávio Sardou

Cutback: Você prefere aquela onda pra direita ou para esquerda?

Trekinho: Cara, onda boa... tubo... não tem muito lado pra mim, não, pode ser direita ou esquerda. Eu sou frontside para a direita, tenho mais facilidade assim, mas eu amo esquerda também.

Cutback: Em 2017 os tops do tour caíram no local e se surpreenderam com a qualidade da onda. Você acredita que o local, por ser relativamente "virgem", atrai a galera? Trekinho: Caiu um pessoal lá, Iago Doria caiu, Joel Parkinson caiu numa hora muito boa, até falei com ele e ele falou que pegou uma onda animal, um tubão. E é maior fuga ali, realmente. Tem que saber... waze... os caminhos ali para chegar na praia também e é um paraíso, né? Um paraíso que temos aí na costa do Rio de Janeiro e temos que preservar. Deixar a natureza quieta.

©2019 by Blog Cutback. Proudly created with Wix.com